Um estudo realizado no Hospital da Rede Sara Kubitschek, publicado no dia 6 de fevereiro de 2015, mostrou um mapeamento de pessoas que não eram alfabetizadas e que passaram a ser. À medida que essas pessoas começaram a adquirir o hábito da leitura, diferentes regiões do cérebro passaram a ser ativadas; a leitura, então, possibilitou que o funcionamento do cérebro melhorasse.

Além de a leitura agir em áreas do cérebro de maneira muito mais efetiva do que outros tipos de estímulos, ela é fundamental para o desenvolvimento da escrita. Ou seja, se você lê com frequência, o seu vocabulário vai aumentar, assim como a coesão nos textos que escrever, melhorando assim o seu desempenho. Ela possibilitará que você relacione melhor as ideias na hora de escrever e formar uma frase.

Para organizar melhor a leitura, é importante que você administre o seu tempo de maneira mais eficaz, separando ao menos uma parte do dia para isso. O tempo que você passar nas redes sociais poderá ser dedicado à leitura; cronometre no seu celular para se organizar melhor. Inicie com livros sobre temas que lhe interessarem mais; você pode ler nos transportes públicos, ambientes nos quais passamos boa parte do tempo.

Você pode comprar livros em diversos lugares, tais como sebos (lojas especializadas em livros usados), onde os livros são muito mais baratos. Existem muitos sebos online, caso você não conheça nenhum em sua cidade. Além disso, algumas livrarias fazem, em épocas específicas do ano, promoções para estimular a leitura. Você pode também trocar livros com os seus amigos, mas jamais poderemos nos esquecer também do papel exercido pelas bibliotecas na nossa vida. Por fim, alguns shoppings e estações de metrô também promovem ações de estímulo à leitura, durante as quais você pode levar o seu livro e trocar por outro título.

Nossa professora de Literatura, Dayana Mendes, pensando nesse assunto, indicou um livro que pode ajudar muito a estimular o hábito da leitura. O Hibisco Roxo, da autora Ngozu Adichi, é bastante fácil de ler e conta um pouco da história da Nigéria, um dos países mais ricos da África, mas que não é muito abordado no nosso dia a dia. A autora fala sobre a cultura desse país, que é muito diversificada, e discorre sobre o período de ditadura a que o povo nigeriano foi diversas vezes submetido. Além disso, o livro conta a história de uma família e seus conflitos, sobre um pai violento que impõe as suas vontades aos membros da família. O livro é uma ode ao feminismo, trazendo ao público leitor uma visão de mundo de extrema riqueza. Eu já quero comprar esse livro e vocês?

professora dayana mendes segurando o livro hibisco roxo leitura para o Enem 2018

 

A literatura é fundamental não só para a formação do leitor, mas do sujeito como um todo. O importante é começar a ler.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *