Nelson Mandela, que hoje completaria 100 anos caso estivesse vivo, foi o líder que lutou contra o regime do apartheid (política que excluía os negros da vida social, política e econômica do país) e pelos direitos de milhões de sul-africanos vítimas do racismo. Ele foi o primeiro presidente negro da história e símbolo de luta.

Mandela foi perseguido, condenado e preso em 1964 por 27 anos, mas voltou para ser Presidente em 1994. Durante, o seu mandato promoveu diversas ações para a diminuição dos conflitos entre negros e brancos; uma de suas estratégias foi utilizar o esporte como meio de unir o povo sem diferenciar as raças. A última vez em que apareceu em público foi no encerramento da Copa do Mundo de 2010, sediada na África do Sul. Madiba, como era chamado carinhosamente pelos sul-africanos, havia se retirado da vida pública em 2004 para dedicar-se à caridade.

Ele nos deixou aos 95 anos, em dezembro de 2013, com uma infecção pulmonar. Não só deixou grandes lições políticas, mas também um modelo de comportamento baseado na ajuda sem fins lucrativos para diversos lugares. Segundo os dados da Fundação Mandela, Nelson garantiu respaldo a pelo menos 40 instituições beneficentes.

O seu grande compromisso na luta contra a pobreza, a injustiça e a Aids, ou mesmo em favor da defesa dos direitos da infância, fazem parte de uma herança que fica acima de qualquer bandeira, cores e ideologias. Ele ainda foi embaixador da boa vontade da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), porta-voz da SOS Children”s Village (maior organização de ajuda a crianças órfãs) e promoveu a campanha “46664” contra a Aids.

A ONU declarou o dia de hoje, 18 de julho, data do aniversário dele, a celebração do Dia Internacional Nelson Mandela. Foi a primeira vez que as Nações Unidas dedicaram uma data a uma pessoa, isso é um marco com a promessa de continuar luta pela igualdade sempre.

“A educação é a mais poderosa arma pela qual se pode mudar o mundo.” – NELSON MANDELA

Texto: Bárbara Christie

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *