Émile Durkheim, veja sua importância para o ENEM

Durkheim é um dos autores clássicos da Sociologia. Suas teorias e as influências que elas exercem na Sociologia são fundamentais. Temos que ficar ligados nas principais questões estudadas por ele, pois elas podem nos ajudar bastante na prova do Enem.

Questão do Enem 2016

Nessa questão de sociologia, que caiu no Enem em 2016 e cujo gabarito é a letra “D”, nós podemos destacar a importância da teoria de Durkheim. Além disso, vemos que esse autor, no esforço de tornar a sociologia uma ciência objetiva, se apropria de categorias das ciências naturais para definir o objeto de estudo (fato social) e o método utilizado (método sociológico) nas pesquisas sociais.

Os estudos desenvolvidos por esse autor serviram de base para a formação dessa disciplina, lá no início do século XX. É sempre importante relembrar que Auguste Comte foi um dos autores que deu início ao movimento que, nesse período, confirmou a Sociologia enquanto ciência. Influenciado por suas contribuições, Durkheim foi atraído para os estudos da realidade social, e passou a defender que eles deveriam ser menos uma abordagem teórica e mais uma ciência, que pudesse ser usada em vários contextos, para compreender o desenvolvimento das sociedades. Assim, ele deixou em segundo plano a sua formação em Filosofia, e empenhou sua carreira na consolidação da Sociologia enquanto a ciência que lida com os estudos da realidade social.

Na figura, vemos como a realidade é estruturada a partir de diferentes perspectivas. Para Durkheim, os indivíduos são partes do coletivo, onde cada um, com suas diferenças, desempenham uma função para a manutenção do único todo.

Vamos dar uma conferida nas principais temas estudados por Durkheim, para ficarmos espertos nas contribuições que ele trouxe para os estudos em Sociologia.

Da Divisão do Trabalho Social

Em “Da divisão do trabalho social”, Durkheim fala sobre o modo básico como os grupos sociais se mantêm unidos, usando o conceito de Coesão Social. O modo como se estabelece o entendimento comum sobre qual função cada pessoa deve desempenhar em seu grupo, e os sentidos que ela confere a isso, Durkheim classificou como vínculos de solidariedade, que podem ser de duas bases, mecânica e orgânica.

A solidariedade mecânica está relacionada aos grupos tradicionais, que possuem conjuntos de normas e valores pouco diversos dentro do próprio meio. Nessa lógica, a divisão de tarefas e afazeres tende a ser mais objetiva, e menos variada, implicando maiores laços de entrosamento e dependência entre cada um.

Analisando a figura, vemos que as diferenças e mudanças na forma como se estabelecem as relações sociais dentro dos grupos tradicionais e na sociedade moderna se expressam além das relações de trabalho. Para Durkheim, o modo como se constroem os vínculos de coesão são determinantes.

A solidariedade orgânica é caracterizada como o vinculo de coesão presente nas sociedades modernas, onde há muitas variações e diferenças a respeito dos valores e normas morais estabelecidas socialmente. A multiplicidade de grupos e as diferentes atividades desempenhadas de diversos modos por cada um deles, foi o que levou Durkheim a pensar a associação entre os vínculos sociais e a composição do corpo humano, por isso a denominação “orgânica”. Tal como no corpo humano existem diferentes órgãos e sistemas que mantêm o ser vivo, no mundo social há distintos grupos sociais que ajudam a manter uma determinada organização da sociedade.

Nessa imagem, vemos uma representação sobre como as relações entre homens e mulheres são construídas de maneira diversa, privilegiando os homens, e assim, criando uma relação difícil para as mulheres, que são submetidas a cargas de trabalho mais duras. Durkheim caracteriza como Anomias os problemas enfrentados pelas sociedades modernas. A questão de gênero tornou-se tema indispensável ao debate público desde a segunda metade do século XX, por se tratar de grave problema social.

Para nós, os pontos básicos da sociologia de Durkheim são o modo como ele apresenta essas relações entre indivíduo e sociedade e de que maneira esses dois pólos se mantém permanentemente sobre mútua influência. A divisão do trabalho nas sociedades complexas gera uma crescente diferenciação entre os indivíduos, e com isso é rompida a lógica da solidariedade mecânica. Esse movimento é fruto do conjunto de valores morais e normas sociais, que junto com o número de indivíduos que compõem o grupo, vai sendo continuamente ampliado. Dessa forma, continuamos nos desenvolvendo!

Confira o vídeo onde o Leandro Vieira fez um super resumo desses pontos que tratamos aqui, lá no canal do ProEnem no YouTube:

Émile Durkheim: Solidariedade

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *