Tudo sobre o ENEM

O preparatório do ProEnem é rico em conteúdo, materiais didáticos, vídeos e aulas ao vivo. Para você conseguir uma excelente nota para o ENEM, separamos todas as aulas para que você possa entender nosso modelo de ensinar!

Guia Completo ENEM

Está chegando a hora das provas do ENEM 2019 e a ansiedade só aumenta, tanto para quem vai participar quanto para os familiares, pois são muitos meses de estudo e dedicação. Quanto mais perto fica, os medos vão aumentando: será que esqueci de alguma coisa? O que preciso levar nos dias da prova? Calma! O ProEnem preparou este Guia do ENEM completo para você, com todas as informações necessárias, além de dicas. Vamos juntos?

Prodígio

Se você ainda não começou a estudar para o Enem, relaxa! A gente te ajuda! Com o novo plano Prodígio, vamos te ajudar a entrar para o time dos aprovados. ;)

Você terá um plano de estudos de 26 semanas, com 20 aulas semanais de todas as matérias, que abordarão todo o conteúdo sua prova. Também contará com monitorias ilimitadas, para tirar as dúvidas que surgirem das aulas assistidas, 3 simulados com a mesma quantidade de questões e tempo de prova do Enem, exercícios semanais com resolução em vídeo para você fixar bem todo o conteúdo das aulas e uma redação corrigida e comentada por mês.

Prodígio

Validade: 12 meses de acesso

  • 20 Aulas ao vivo por semana
  • 3 Simulados
  • 1 Redação Corrigida por mês

R$ 411,80

12x de: R$

R$ 19,90

Eu quero

    O que você vai encontrar neste Guia

  • O que é o ENEM?
  • Para que serve o ENEM?
  • ENEM em números
  • Como me inscrever no ENEM?
  • Quais as situações em que é possível ter isenção da inscrição?
  • O que é importante saber sobre o SISU?
  • Como funcionam as Provas do ENEM?
  • Redação: o que eu preciso saber?
  • Como sei minha pontuação nas provas do ENEM 2019?
  • Como faço para acessar o gabarito ENEM 2019?
  • Dicas para se preparar
  • Quais disciplina cairá no ENEM?
  • Gabaritos Anteriores do ENEM
  • Como mre preparar para o ENEM

o que é o enem?

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) foi criado em 1998 com o objetivo inicial de avaliar a qualidade do ensino médio no Brasil. Porém, com o passar dos anos, o ENEM passou por inúmeras mudanças e, atualmente, é a forma mais ampla para se ingressar no ensino superior. Além disso, o ENEM é utilizado como critério de seleção para os estudantes que querem concorrer a uma bolsa ProUni (Programa Universidade para Todos). Atualmente, mais de 500 (quinhentas) universidades utilizam o resultado do ENEM como um dos critérios de seleção: algumas substituindo o vestibular e outras como forma complementar ao vestibular próprio. Uma outra novidade recente é que algumas universidades estrangeiras também aceitam a nota do ENEM como um dos critérios para a seleção.

Para que serve o enem?

Quem pensa que a nota do ENEM serve apenas para ingressar numa universidade pública, está parcialmente correto. O ENEM ampliou suas funções e, atualmente, também é usado para:

  • Acessar as vagas das universidades e institutos públicos através do Sisu.
  • Concorrer a bolsas de estudos pelo ProUni.
  • Solicitar financiamento estudantil através do FIES.
  • Concorrer a vagas de educação superior e de educação profissional e tecnológica através do Sisutec.
  • Utilizar como um dos critérios de seleção em alguns concursos públicos.
  • Concorrer a vagas em universidades privadas.
  • Ingressar em Universidades portuguesas.

Além disso, é importante lembrar que os resultados do ENEM também são utilizados para a autoavaliação do estudante e desenvolvimento de estudos e indicadores educacionais para o Ministério da Educação e demais órgãos relacionados com políticas públicas de educação.

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA IMPULSIONAR A SUA PREPARAÇÃO

ENEM em números

Para você entender as dimensões que o ENEM adquiriu desde a sua criação, seguem aqui alguns números surpreendentes: 

ANOS DO ENEM

1998

2019

Inscrições

157.221

5.095.308

Taxa de inscrição

R$ 20,00

R$ 85,00

Abrangência (número de municípios)

184

1.725

Como me inscrever para o ENEM?

O procedimento para a inscrição, apesar de ser simples, pode gerar algumas dúvidas. Antes de qualquer coisa, o estudante precisa ficar sempre atento ao respectivo calendário do ano. Além disso, desde 2019 a plataforma para inscrição ficou mais interativa: assemelha-se a uma tela de chat e o candidato “conversa” com a Nanda.

  • Tela Inicial: Acesse o site do Inep, informando seu CPF e respondendo a uma validação (desafio). Além disso, é necessário informar sua data de nascimento.
  • Dados: Preencha os seus dados, completando as informações solicitadas como, por exemplo:
  • Cor ou raça.
  • Número da Identidade.
  • Estado Civil.
  • CEP (o endereço aparecerá automaticamente e você colocará apenas número e, se houver, complemento).

Observação: Não se preocupe na hora do endereço. Neste momento você insere seu endereço verdadeiro e não o local onde você deseja realizar a prova. A seguir, terá um momento específico para você informar em qual cidade deseja fazer a prova.

  • Atendimento Especializado: Caso você necessite de algum tipo de atendimento especial, você precisará informar aqui. Exemplos de atendimentos especiais: pessoas com deficiência física, deficiência auditiva, problemas de visão, autismo, gestantes, lactantes, idosos ou outras condições mais específicas.

Observação: Para ter direito ao atendimento especializado é preciso enviar os documentos que comprovem a respectiva necessidade.

  • Língua Estrangeira: você pode optar entre inglês e espanhol. Caso você mude de ideia, é possível trocar dentro do período de inscrições.
  • Município para realização da prova: é aqui que você define em qual cidade você quer fazer a prova.
  • Informações sobre o ensino médio: aqui você vai responder algumas perguntas.
  • Situação em relação ao ensino médio: se já concluiu, se ainda não concluiu, se está cursando o ensino médio, dentre outras.
  • Tipo de escola que frequenta ou frequentou: pública ou particular.
  • Questionário socioeconômico: é a parte que os estudantes costumam achar chata, pois são 25 perguntas. Porém, é fundamental que ele seja preenchido com bastante atenção, pois é importante para mapear os dados estatísticos dos estudantes pelo Inep, assim como recorrer ao ProUni, Sisu e Fies. Por isso, toda atenção! Algumas informações que são solicitadas aqui:
  • Estrutura familiar.
  • Escolaridade dos pais.
  • Dados de Acesso: Ufa! Já estamos na etapa final de inscrição. Agora, para finalizar, basta informar: um número de celular válido, um e-mail e uma senha. Memorize e guarde esta senha em um lugar seguro, pois ela será fundamental em várias outras etapas como, por exemplo:
  • Acompanhar os detalhes da inscrição.
  • Fazer ajustes dentro do período de inscrição.
  • Acessar o cartão de confirmação.
  • Acessar os resultados.
  • Acessar o Sisu.
  • Gerar boleto: Depois desta fase de preenchimento, é necessário gerar a Guia de Recolhimento da União (GRU) e fazer o pagamento até a data estipulada. É fundamental este pagamento para validação da inscrição. Em 2019 esta taxa é de R$ 85,00. Não se preocupe: a GRU é gerada automaticamente ao finalizar a inscrição.

Observação: Se você perdeu a GRU, calma! Você pode gerar novamente na página do participante do ENEM. Porém, mesmo que você falte a prova, não terá como recuperar o valor já pago do boleto.

Quais as situações em que é possível ter isenção da inscrição?

Em todo Edital do ENEM aparecem as situações em que a isenção é permitida. Por isso, é importante ler o Edital com cuidado. Porém, de maneira geral, o que você precisa saber sobre a isenção da taxa de inscrição:

  • O pedido de isenção vem antes da inscrição.
  • O resultado da solicitação de isenção também vem antes do período de inscrição (é responsabilidade do estudante fazer este acompanhamento).
  • Em qualquer situação (solicitação aceita ou não), o estudante precisa realizar normalmente sua inscrição dentro do período estipulado. Ou seja, todo mundo precisa fazer a inscrição no período normal.

E, agora, vamos ver quem tem direito à gratuidade no ENEM 2019:

  1. O estudante que está cursando a última série do Ensino Médio, em 2019, em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar.
  2. Quem cursou todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada; além de ter renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio.
  3. Quem está em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda que possua Número de Identificação Social (NIS), único e válido; além de ter e tem renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

O que é importante saber sobre o SISU?

O que é o SISU?

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o sistema informatizado do Ministério da Educação. Através dele, instituições públicas de ensino superior oferecem vagas aos candidatos participantes do ENEM de maneira totalmente online e sem taxas. Ou seja, antigamente o estudante precisava viajar para realizar o respectivo vestibular que tinha interesse, além de se candidatar para o curso. Era uma verdadeira maratona! Além do cansaço e do stress, era um alto investimento financeiro.

Quando acontece a inscrição do SISU?

Duas vezes por ano, uma no primeiro semestre e outra no segundo semestre. No caso do Sisu 2020, as notas do ENEM 2019 é que são válidas.

Quem pode participar?

  • Quem realizou as provas do ENEM 2019.
  • Quem não zerou a nota de Redação.
  • Quem não é “treineiro” (ver Edital ENEM 2019).

O que eu preciso para fazer a inscrição no SISU?

Para realizar a inscrição, o candidato precisa apenas do número de inscrição no ENEM 2019 e a respectiva senha. Se você não se lembra de algum destes itens, não se desespere: basta recuperá-los através da página do ENEM. Além disso, é importante lembrar que algumas instituições adotam critérios de notas ou médias mínimas para alguns cursos. Se a nota do candidato não for suficiente, o próprio sistema emitirá esta informação. Outro ponto importante é que cada instituição tem uma lista de documentos exigidos para a efetivação da matrícula: por isso, é importante ficar atento às informações disponíveis no sistema no momento de sua inscrição.

Posso modificar as opções após de ter concluído a inscrição?

Sim, dentro do período de inscrição (no geral, são 3 dias), o candidato pode modificar suas opções quantas vezes quiser. O sistema levará em consideração a última inscrição confirmada.

Como funcionam as Provas do ENEM?

Cronograma ENEM 2019 (Principais datas)

  • 3/11 – Aplicação das provas: Linguagem (45 questões), Redação (1) e Ciências Humanas (45 questões).
  • 10/11 – Aplicação das provas: Matemática (45 questões) e Ciências da Natureza (45 questões).
  • 13/11 – Gabarito.
  • Janeiro de 2020 – Resultado individual.
  • Março de 2020 – Resultado individual “treineiro”.
  • Março de 2010 – Vista pedagógica da Redação.

Cartão de Confirmação

O Inep disponibiliza o Cartão de Confirmação da Inscrição. Este cartão contém: número de inscrição, datas, horário, local de prova e opção de língua estrangeira. Caso você tenha solicitado atendimento especializado e tenha sido aprovado, esta informação constará no cartão. Não é obrigatório levar o cartão para os dias da prova, porém o Inep recomenda que o candidato leve impresso.

Datas e horários das provas ENEM 2019

  • Esse ano não tem horário de verão, o que gera menos uma preocupação para os estudantes que farão a prova nos estados que, comumente, não aderem ao horário. Porém, é fundamental lembrar que todos os horários do ENEM usam como base o horário oficial, ou seja, o horário de Brasília. Se você fará prova em alguma região que tenha o fuso horário diferente do oficial, fique atento!
    1. Primeiro dia de prova: 3 de novembro

    (Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias)

    • 12h: abertura dos portões
    • 13h: fechamento dos portões
    • 13h30min: início das provas
    • 19h: término das provas
    1. Segundo dia de prova: 10 de novembro

    (Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias)

    • 12h: abertura dos portões
    • 13h: fechamento dos portões
    • 13h30min: início das provas
    • 18h30min: término das provas

O que levar no dia da prova:

  • Documento original e oficial com foto (este ano, o Inep aceitará identidades vencidas, desde que o documento permita o reconhecimento). Não são aceitos documentos na versão digital e nem fotocópias autenticadas.
  • Caneta esferográfica de tinta preta e fabricada em material transparente.
  • Recomendável: Cartão de inscrição impresso.
  • Lanches leves e líquidos: porém, lembre-se que todos os lanches serão revistados nos dias de aplicação das provas.

Redação no ENEM: o que eu preciso saber?

A Redação deixa muitos estudantes inseguros e ansiosos. Por isso, o ProEnem deixa aqui as principais dicas:

  • Acontece no primeiro dia de prova, 3 de novembro.
  • Pode ter, no máximo, 30 linhas.
  • Tem espaço pautado para rascunho da Redação (porém, administre bem o tempo).
  • Texto dissertativo-argumentativo a partir de uma situação-problema.

Temas de Redação dos últimos anos

  • ENEM 2014: “Publicidade infantil em questão no Brasil”.
  • ENEM 2015: “A persistência da violência contra a mulher no Brasil”.
  • ENEM 2016: “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil” e “Caminhos para combater o racismo no Brasil”. 
  • ENEM 2017: “Desafios para Formação Educacional de Surdos”.
  • ENEM 2018: “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”.

Como sei minha pontuação nas provas do ENEM 2019?

A Teoria de Resposta ao Item (TRI) é um modelo avaliativo com duas bases: a psicologia e a estatística. As questões são calibradas através de três critérios: fáceis, médias e difíceis. Com base nesta classificação, as notas são estabelecidas em função da coerência do aluno em relação aos seus próprios acertos. Ficou confuso? Calma, vai ter exemplo! Vamos imaginar que dois alunos tiveram a mesma quantidade de acertos em determinada prova. Isso não significa que eles terão a mesma nota, pois há a TRI que irá “calibrar” as notas. Assim, o ideal é que o estudante acerte as questões fáceis e médias para, depois, acertar as difíceis.

 

E como as questões são classificadas?

Diferente do que muita gente pensa, a calibração das questões em fáceis, médias e difíceis acontece após a correção dos cartões-resposta. Aquelas questões com um maior índice de acertos entre os candidatos recebem a classificação de fáceis. Já as questões com um índice de acerto menor são classificadas como difíceis.

Como faço para acessar o gabarito ENEM 2019?

A publicação do gabarito e do caderno de questões fica disponível a partir do dia 13 de novembro no site oficial do ENEM. Porém, como sabemos que todos ficam muito ansiosos, o ProEnem vai corrigir as questões no final do dia de cada prova. E lembre-se que nossos gabaritos são quentes: em 2018, fomos a única instituição que acertou 100%, comparado ao gabarito oficial do ENEM. Acesse aqui para acompanhar. 

VEJA OS GABARITOS ANTERIORES DO ENEM

Enem 2020 Plus

De: R$ 411,80
12x de R$ 19,90

Medicina 2020 Enem Plus

De: R$ 493,50
12x de R$ 24,90
Recomendado

ProVIP 2020

De: R$ 544,44
12x de R$ 27,90
Tempo de acesso até 01/21 01/21 01/21
Turma Extensiva ENEM 2020
Turma Medicina ENEM 2020
Turma Vest SP
Aulas ao vivo por semana 20 30 50
Exercícios especiais com resolução em vídeo
Monitorias ilimitadas
Simulados 4 6 10
Redações corrigidas por mês 2 3 4
Redação Enem Intensivo
Projetos Sem Mistério
Projeto Vestibulares Isolados
Projetos lançados em 2020
Eu Quero! Eu Quero! Eu Quero!