FENOMENOLOGIA E ESTRUTURALISMO

Aprenda sobre Fenomologia e Antropologia Estrutural.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

FENOMENOLOGIA

EDMUND GUSTAV ALBRECHT HUSSERL (8 DE ABRIL DE 1859 – 26 DE ABRIL DE 1938)

Fenômeno é tudo aquilo que aparece, tudo aquilo que se apresenta, a Fenomenologia para Husserl apresenta uma perspectiva de cada indivíduo, em que cada indivíduo vai entender a realidade dos fenômenos de formas diferenciadas. A realidade de cada indivíduo, suas visões, histórias e culturas vão mover os entendimentos da fenomenologia de forma distinta. Nenhum indivíduo vai compreender os fenômenos apresentados ao longo da vida de maneira igualitária.

Didática imbatível de nossos professores!

ProBlack

14 meses de acesso

  • Turma Extensiva 2020/2021
  • 6 Simulados
  • 4 Redações Corrigidas por mês

R$ 599,44

12x de: R$

R$ 19,90

Eu quero

Platão na antiguidade separou a realidade em dois mundos, o inteligível (das ideias) e sensível (das sombras), a teoria das ideias platônica é uma influência para o entendimento dos fenômenos. Platão destacava a necessidade de estudarmos o mundo das ideias, o mundo ideal, que demonstraria a verdade, aquele determinado em base racional e lógica, desvalorizando os entendimentos oriundos dos sentidos, por considerar que são enganosos. A Fenomenologia vai dar destaque aos acontecimentos do mundo sensível, utilizando-se do teoria platônica, é uma inversão da primazia da razão que ocorreu ao longo da história. A fenomenologia vai valorizar os acontecimentos que ocorrem na realidade sensível.

A teoria de Husserl parte da tentativa de compreender os fenômenos, a intenção por trás do fenômeno e de seus entendimentos possíveis, o que permitiu seu acontecimento. Uma análise que não parte das ideias, de concepções prontas e estabelecidas.

ANTROPOLOGIA ESTRUTURAL

CLAUDE LÉVI – STRAUSS (28 DE NOVEMBRO DE 108 – 30 DE OUTUBRO DE 2009)

Surgimento na segunda metade do século XX, o Estruturalismo é uma corrente que vai de encontro a teoria Evolucionista, defendida por grande parte da Antropologia ao longo do século XIX. Possui o belga Lévi-Strauss como seu maior nome, busca não estabelecer nenhuma cultura como superior ou inferior, compreendendo que cada sociedade possui sua própria estrutura. O entendimento do particularismo de cada uma das estruturas humanas é revolucionário e fundamental para o desenvolvimento do pensamento humanista no século XX.

Entre essas estruturas, o autor belga busca entender quais destas estruturas são comuns a todas as culturas, quais são os aspectos comuns que podemos encontrar em toda e qualquer cultura humana, independente de espaço ou território, tentar compreender quais são as análises comuns da atividade humana. Essas estruturas representariam a base da humanidade, em sua forma cultural

Para o Estruturalismo, existem elementos que são universais, encontradas em toda e qualquer cultura, pensamento apresentado no livro “Raça e História”, publicado em 1952. O Estruturalismo vai buscar entender os sistemas e as análises inconscientes que permitem a organização dos indivíduos.

CADASTRE-SE

E receba em primeira-mão todas as novidades dos Vestibulares, Ofertas, Promoções e mais!