CAMPO MAGNÉTICO

Como vimos, o ímã possui a propriedade de atrair corpos ferromagnéticos (ferro, níquel, cobalto etc.), portanto, podemos afirmar que um ímã exerce uma influência nas regiões ao seu redor. Nesse caso, dizemos que o ímã cria um campo magnético nessas regiões.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

O campo magnético, como se trata de uma grandeza vetorial, será representado por um vetor, denominado vetor indução magnética e simbolizado por B e sua unidade, no SI, é o tesla (T).

LINHAS DE INDUÇÃO DE UM ÍMÃ

Para representar o campo magnético em todos os pontos ao redor de um ímã são utilizadas linhas de indução. O vetor campo magnético (B) é tangente às linhas de indução e seu módulo será mais intenso com o aumento da densidade dessas linhas.

Por convenção, as linhas sempre “nascem” no polo norte e “morrem” no polo sul.

Prodígio VIP

Com o novo plano Prodígio VIP você conquista a tão sonhada vaga na Universidade. Assine agora e garanta a melhor preparação sem sair de casa! São 50 aulas por semana, 8 simulados ao longo do ano, monitorias ilimitadas, exercícios resolvidos em vídeo e 4 redações mensais corrigidas e comentadas para você treinar bastante e garantir aquele notão!

No Prodígio VIP você tem acesso a 4 turmas: a turma prodígio, que começou do zero agora em maio, a turma extensiva, a turma medicina e a turma de Vest SP. Além disso, você também conta com todos os projetos extras do ProEnem!

Prodígio Vip

Validade: 12 meses de acesso

  • 50 Aulas ao vivo por semana
  • 8 Simulados
  • 4 Redações Corrigidas por mês

R$ 544,44

12x de: R$

R$ 23,90

Eu quero

Para se obter o vetor campo magnético em qualquer ponto representado por uma linha de indução, basta traçar uma tangente, respeitando sempre o sentido da linha de indução.

CÁLCULO DO CAMPO MAGNÉTICO

FIO RETILÍNEO

Já que um fio percorrido por uma corrente elétrica pode gerar um campo magnético à sua volta, podemos supor facilmente que quanto maior for essa corrente, maior será esse campo magnético, porém seu módulo diminui para pontos mais afastados.

ESPIRA

Agora coloquemos um fio, percorrido por uma corrente elétrica, em formato de circunferência. O cálculo do campo magnético no centro da Espira será dado por:


SOLENOIDE

Prodígio Plus

Seu sonho é ser chamado de Dr. ou Dra.? Deixa com a gente!

O novo plano Prodígio Plus tem uma preparação diferenciada pro Enem e outros vestibulares.

São 30 aulas semanais num plano de estudos de 26 semanas; 5 simulados com questões inéditas, feitas pelos professores do ProEnem; exercícios com resolução em vídeo e monitorias ilimitadas para você tirar todas as suas dúvidas. E mais: o plano Prodígio Plus conta com 2 redações corrigidas e comentadas por mês para levar você cada vez mais perto da tão sonhada nota 1000.

Prodígio Plus

Validade: 12 meses de acesso

  • 30 Aulas ao vivo por semana
  • 5 Simulados
  • 2 Redações Corrigidas por mês

R$ 493,50

12x de: R$

R$ 19,90

Eu quero

Um enrolamento de fios percorridos por uma corrente elétrica. Para um solenoide infinito, o campo magnético externo é nulo, só há campo magnético no interior e é calculado por:


O módulo do campo será proporcional ao número de espiras do enrolamento (número n de voltas dadas pelo fio).

CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE E BÚSSOLA

A Terra funciona como um gigantesco ímã (consequência das correntes elétricas existentes na parte central da Terra, constituída de ferro fundido), porém, há uma diferença em relação ao nome dos polos. O polo norte geográfico é o polo sul magnético e o polo sul geográfico é o polo norte magnético. Por isso, o polo norte de uma bússola (ímã especialmente utilizado para orientação) sempre aponta para norte geográfico (sul magnético). Polos com nomes diferentes se atraem. Essas diferenças ocorrem devido a convenções (geográficas e magnéticas) distintas adotadas.

CADASTRE-SE

E receba em primeira-mão todas as novidades dos Vestibulares, Ofertas, Promoções e mais!