CLIMA – CLIMAS NO MUNDO E DO BRASIL

A Terra é dividida em três grandes zonas climáticas. Cada uma delas possui um conjunto de características relacionadas à temperatura, amplitude térmica e umidade.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Áreas polares costumam ser muito frias, secas e terem altíssima amplitude térmica. Já as áreas temperadas são as únicas que costumam apresentar quatro estações do ano bem definidas – já que a zona polar e a tropical, na maioria das vezes, só demonstram variação expressiva nas condições climáticas entre o verão e o inverno. Por fim, as regiões tropicais costumam ser mais quentes e chuvosas que outros locais no mundo.

Porém, apesar de possuírem tais características gerais, a combinação de outros fatores climáticos faz com que também existam variações de clima dentro de cada zona climática – e principalmente nas áreas tropical e temperada.

PRINCIPAIS TIPOS DE CLIMA NO MUNDO

Clima Polar

Ocorre em latitudes elevadas, na zona polar

Apresenta baixíssimas temperaturas o ano inteiro

Costuma ser seco

Possui alta amplitude térmica

Clima Temperado Continental e Clima Temperado Oceânico

Possui definição clara entre as 4 estações do ano.

Há uma distinção entre as localidades que sofrem influência da maritimidade (zona litorânea) e da continentalidade (interior).

Climas temperados continentais, como o de Moscou, possuem maior amplitude térmica anual e menor umidade.

Não perca mais tempo, inicie agora sua preparação para o ENEM!

Climas temperados oceânicos, como o de Bruxelas, possuem amplitude térmica anual um pouco menor e maior umidade ao longo do ano.

Clima Temperado Mediterrâneo

Apresentam verões quentes e secos

Apresentam invernos amenos e chuvosos

Localiza-se em médias latitudes em todos os continentes, geralmente não muito afastados de áreas desérticas

Tropical

Apresenta grandes variações na temperatura e chuvas

Pode ser dividido em 6 modalidades (superúmido, úmido, sub-úmido, semi-árido, árido e hiper-árido)

Apresente duas estações bem definidas: inverno ameno e seco e verão quente e úmido.

Tropical Equatorial

Ocorre na zona climática mais quente do planeta

Apresenta temperaturas elevadas (médias mensais em torno de 25º C)

Possui pequena amplitude térmica anual devido à inclinação dos raios e das variações de duração entre o dia e a noite serem mínimas.

Nas áreas mais chuvosas o índice supera os 3000mm anuais

Não há ocorrência de estação seca, mas nas regiões menos chuvosas o índice cai para 1500mm anuais com 3 meses de estiagem.

Subtropical

Localiza-se em regiões de médias latitudes, nas quais já começam a se delinear a 4 estações

Ocorrência de chuvas abundantes e bem distribuídas.

Apresentam verões quentes e invernos frios com significativa amplitude térmica anual.

Árido ou Desértico

Carência de umidade

Elevada amplitude térmica diária e sazonal

Índices pluviométricos são inferiores a 250mm por ano.

Semi-árido  

Clima de transição

Apresenta chuvas escassas e mal distribuídas ao longo do ano.

Ocorre tanto em regiões tropicais (temperaturas elevadas o ano inteiro) quanto em zonas temperadas (onde os invernos são frios).



Para saber as
matérias de geografia que mais caem no enem fique ligado em nossa lista de conteúdos
e assine nossa newslatter no rodapé deste conteúdo

CLIMAS NO BRASIL

Devido à grande extensão do território brasileiro, encontram-se em nosso país climas bem variados. Todavia, devido sua posição tropical, predominam os climas quentes.

As máximas temperaturas no Brasil, em geral, ocorrem no sertão do Nordeste, destacando-se o interior dos estados da Bahia e do Ceará. Também em Mato Grosso do Sul a temperatura já foi além dos 40 ºC.

As menores temperaturas, em geral, ocorrem no estado de Santa Catarina, destacando-se o Parque Nacional de São Joaquim, que já registrou 11ºC negativos. Também em São Francisco de Paula, no estado do Rio Grande do Sul, a temperatura já foi além de 11ºC negativos.

Nos estados do Sul e do Sudeste ocorrem abaixamentos bruscos na temperatura, por vezes, acompanhados por chuvas prolongadas. É a chegada, quase sempre, da massa de ar frio, conhecida pelo nome de polar atlântica. Com o recuo do ar frio, avança a massa de ar quente, provocando elevação de temperatura e melhora do tempo.

Em geral, no Brasil, as chuvas são abundantes, com exceção do sertão nordestino, chamado polígono das secas, onde o clima é tropical semiárido. As secas mais acentuadas ou a menor pluviosidade encontram-se nos sertões dos estados da Paraíba, do Ceará e da Bahia. Os maiores índices de pluviosidade do país foram registrados no estado de São Paulo, na zona da serra do Mar, nas localidades de Itapanhaú e Cubatão.

Equatorial

Quente e superúmido, com chuvas o ano todo na Amazônia;

Tropical

Quente e úmido (ou subúmido), com chuvas no verão e estiagens no inverno na maior parte do Brasil Central;

Semiárido

Quente com chuvas escassas e mal distribuídas, no sertão do Nordeste, onde se encontra o polígono das secas;

Tropical de altitudes

Quente, mas com temperaturas suavizadas pela latitude no Sudeste;

Subtropical ou temperado quente: com as menores temperaturas, com algumas precipitações de neve e ocorrências de geadas no inverno nos estados do Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).  

CADASTRE-SE

E receba em primeira-mão todas as novidades dos Vestibulares, Ofertas, Promoções e mais!