CLIMA – FATORES CLIMÁTICOS

Diversos fatores climáticos podem interagir, influenciando na temperatura, umidade, pluviosidade e deslocamento de ar. Aprenda sobre os principais fafores climáticos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Latitude:

É a distância de um local em relação à linha do Equador. Quanto mais nos afastamos dessa linha maior será a latitude e menores são as temperaturas médias anuais. Isso é devido à esfericidade da Terra, porque quanto mais próximo do Equador, a inclinação dos raios solares é menor e sua luz incidirá com mais energia em uma área menor; conforme aumenta a latitude, aumenta também a inclinação dos raios solares, aumentando também a área de recebimento da luz solar. A latitude é o principal de todos os fatores climáticos, pois é a responsável por dividir o planeta em três grandes zonas climáticas: tropical, temperada e polar.

Altitude:

Quanto maior a altitude, menor a temperatura média do ar. No alto de uma montanha a temperatura é menor do que a verificada no nível do mar. Quanto maior a altitude, mais rarefeito (escasso) se torna o ar, ou seja, há uma menor concentração de gases ou umidade, o que diminui a retenção de calor nas camadas mais elevadas. Repare no esquema abaixo como os locais mais altos possuem médias térmicas menores, ou seja, são mais frios.

CIDADE

ALTITUDE

LATITUDE

MÉDIAS TÉRMICAS

Florianópolis

Nível do mar

27°S

Não perca mais tempo, inicie agora sua preparação para o ENEM!

20,6°C

Curitiba

905 metros

25°S

16,7°C

Santos

Nível do mar

24°S

22,0°C

São Paulo

760 metros

23°S

17,6°C

Albedo:

É a taxa de refletividade da luz solar. Quanto mais claro é o material, maior é o albedo, e por isso mais luz ele reflete. Nos materiais escuros, o albedo é baixo, e por isso a maior parte da luz solar fica retida. Como resultado, materiais com albedo baixo são mais quentes.

Continentalidade e maritimidade:

A maior ou menor proximidade de grandes massas de água exerce forte influência não só na umidade relativa doa ar, mas também sobre temperatura. Em áreas que sofrem influência da continentalidade (localização no interior do continente, distante do oceano), há maior variação de temperatura ao longo do dia ou mesmo estações.



Para saber as
matérias de geografia que mais caem no enem fique ligado em nossa lista de conteúdos
e assine nossa newslatter no rodapé deste conteúdo

Relevo:

Influi na temperatura e na umidade ao facilitar ou dificultar a circulação das massas de ar. Pode influenciar na formação de desertos e/ou na ocorrência de chuvas orográficas.

Massas de ar:

São grandes porções da atmosfera que podem se estender por milhares de quilômetros. Formam-se quando o ar fica estacionado sobre uma superfície homogênea e se deslocam por diferença de pressão. Massas de ar carregam as características do local onde se formam. Por isso, vão variar em temperatura (quentes ou frias) e umidade (secas ou úmidas). Massas de ar formadas na zona tropical são quentes, enquanto as formadas nos polos são frias. Massas de ar formadas sobre o oceano serão úmidas, enquanto a maioria das massas formadas sobre o continente serão secas – à exceção da massa de ar formada sobre a Amazônia (que é uma área muito úmida, apesar de ser continental).

As massas de ar que atuam no Brasil e suas características

Sigla

Nomenclatura

Característica

Principal local de atuação

mTa

Massa Tropical atlântica

Quente e úmida

Litoral do nordeste e sudeste

mTc

Massa Tropical continental

Quente e seca

Centro-Oeste

mEc

Massa Equatorial continental

Quente e úmida

Região norte

mEa

Massa Equatorial atlântica

Quente e úmida

Litoral região norte

mPa

Massa Polar atlântica

Fria e úmida

No inverno atinge todo o território brasileiro

Correntes marítimas:

São extensas porções de água que se deslocam pelo oceano, quase sempre nas mesmas direções, como se fossem larguíssimos ‘rios’ dentro do mar, e são movimentados pelos ventos e pela rotação da Terra. Ex: Corrente do Golfo (corrente quente) e Corrente de Humbold (corrente fria).

Correntes frias no litoral costumam atrair muitos peixes, mas também são as responsáveis por formar desertos litorâneos, conforme se vê no esquema abaixo. Nele é possível observar como a corrente fria de Humboldt dificulta a ocorrência de chuvas no litoral oeste da América do Sul, colaborando para a formação do Deserto do Atacama.

Vegetação

Os diferentes tipos de cobertura vegetal apresentam grande variação na densidade, o que influencia diretamente a absorção da irradiação de calor, além da umidade. Quanto maior a presença de vegetação num local, maior tende a ser a umidade.

CADASTRE-SE

E receba em primeira-mão todas as novidades dos Vestibulares, Ofertas, Promoções e mais!